Segunda feira, estreou na ABC a série The River. Produzida por Steven Spielberg e criada por Oren Peli (diretor/criador/roteirista de Atividade Paranormal), a nova aposta do canal fez extensa propaganda utilizando os dois nomes fortes que a compõe. Ainda assim, a audiência da estreia foi considerada “razoável”, não foi ruim, mas também não chegou perto do esperado.

Em um episódio duplo, de uma temporada que terá apenas 8, fomos apresentados a um aventureiro que desapareceu na floresta Amazônica, e sua família que parte, junto a um canal de TV, em sua busca.

Como estão sendo constantemente filmados para um programa, todas as imagens do seriado são no estilo “found footage”, assim como acontece em Atividade Paranormal, apesar de que aqui, as câmeras parecem ser bem mais onipresentes, muitas vezes chegando à níveis excessivos.

Eu criei certa expectativa em cima do projeto, pois gostei muito do que foi feito em todos os 3 Atividade Paranormal, e toda essa expectativa acabou indo para o ralo em uma das piores estreias que já presenciei esse ano (pra não dizer ever).

Existe um certo mistério acerca do que teria acontecido com o aventureiro desaparecido, mas, talvez pelo curto prazo da temporada, ou por um desespero em prender a atenção dos expectadores, muito informação foi dada já no primeiro episódio, e da pior forma possível. Uma nativa chata (muito chata) tem todos os diálogos explicativos da série, jogando dezenas de informações na trama, que soam artificiais demais da forma que são apresentadas, deixar o mistério fluir e as coisas se explicarem (ou não) por si próprias daria mais ritmo à narrativa.

E o ritmo lento também atrapalha, cheguei a cochilar em alguns momento, levado pelo tédio de um roteiro pouco apurado e pela falta de carisma e entrosamento do elenco principal. Parece que cada um deles está em um filme diferente e eles se encontraram ali por acaso.

Eu vou acompanhar os 8 episódios da primeira temporada, afinal, já vi 25%, mas torcendo para que, se continuar nesse ritmo, a série seja cancelada por aí mesmo.

Anúncios

Sobre Angelo Mota

Angelo Mota. Jornalista por formação. Nerd, gamer. Gosta de ler e escrever. Viciado em jogos, filmes e séries. Apreciados sem moderação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s